Pipoca e Nanquim planeja expansão do catálogo de mangás com mais 12 obras em 2021

Em comparação com 2020, ritmo da editora com os quadrinhos japoneses será quadruplicado no ano que vem.

Ontem (16), a editora Pipoca e Nanquim publicou um extenso vídeo para falar sobre Osamu Tezuka e a obra Recado a Adolf, que abriu recentemente a pré-venda pela Amazon. Ao final do vídeo, também rolou um anúncio sobre o futuro audacioso para os quadrinhos japoneses pela empresa no ano que vem.

“Para 2021, nós teremos pelo menos 1 [mangá] por mês”, comentou o editor Bruno Zago, deixando claro que o plano é de que pelo menos doze novos títulos cheguem às lojas pelo selo Drago (a “marca” dos mangás da editora). Zago ainda lembra que em 2020 foram apenas 3 mangás publicados (Rouhan no Louvre, Satsuma Gishiden e Recado a Adolf), sendo então um salto quadruplicado de obras japonesas previstas para 2021.

O Pipoca e Nanquim começou a publicar mangás com Guardiões do Louvre, de Jiro Taniguchi, em 2018. Em 2019, foi a vez de Virgem Depois dos 30 (mangá-documentário de Bargain Sakuraichi e Atsuhiko Nakamur), O Preço da Desonra (de Hiroshi Hirata) e O Último Voo das Borboletas (de Kan Takahama). Sucessos junto ao público, todas as obras tiveram que ganhar reimpressões em algum momento.

Entre os títulos inéditos, uma certeza é que em breve teremos uma obra do mestre do mangá de horror Junji Ito.


Fonte: Pipoca e Nanquim


Mangás do Pipoca e Nanquim na Amazon:

Publicidade
close