Imagem: Logo do Mais Geek comimagem do Goku à direita.

Mais Geek e ‘Dragon Ball Super’ estreiam na Band com atraso

Programa entrou no ar por volta das 2h10, e não à 1h45 como anunciado.

Apesar dos perfis oficiais do Mais Geek e da Band anunciarem a estreia do programa à 1h45 da madrugada (com atrasos às quintas), o bloco estreou nesta madrugada por volta das 2h10. O horário deve se manter, o programa está marcado para começar às 2h05 no site da emissora.

Thais Matsufugi, Clayton Ferreira Jefferson Kayo abriram o Mais Geek com a discussão sobre “o que é animê”, seguida então por um episódio de Dragon Ball Super, com um breve recado de Daniel Castañeda, representante da Toei na América Latina.

O episódio entrou por volta das 2h20, uma vez que a discussão durou em torno de 10 minutos. Depois da animação acabar, a bancada trouxe alguns animês que marcaram suas infâncias e fechou o programa.

O começo do bloco teve audiência média de 0,5 e Dragon Ball Super, de 0,4, segundo o Portal Alta Definição.

O Mais Geek teve passagem na Rede Brasil (como SenpaiTV) e na PlayTV antes de ir para a Loading e, agora, para a Band. O bloco agora faz parte do Geek Here, uma marca de entretenimento de Fábio Martins, empresário da área de medicamentos, contando com curadoria da Angelotti Licensing, responsável pelo licenciamento de produtos de diversos animês, como Naruto e Dragon Ball.


Dragon Ball Super

Imagem: Goku se defendendo em batalha de 'Super'.

A série Dragon Ball Super foi lançada no Japão em 2015, sendo encerrada em 2018 com 131 episódios. A história se passa após a derrota de Majin Boo na série Dragon Ball Z, com novos inimigos para Goku, que agora pode superar os níveis de força de um deus.

A versão dublada da série foi exibida no Brasil pelo Cartoon Network a partir de 2017, quando chegou a ser líder de audiência na TV paga. Voltou ao ar recentemente pelo bloco Toonami, sendo transmitida de segunda a sexta, à meia-noite. Todos os episódios estão disponíveis no idioma original com legendas em português pela Crunchyroll.

Uma adaptação em mangá é publicada no Brasil pela Panini e segue em desenvolvimento no Japão.

Publicidade
close