imagem: cena do protagonista Rei

O Dia a Dia de Zero: Spin-off de ‘Detective Conan’ estreia com dublagem na Netflix

Série protagonizada pelo agente triplo é parte das comemorações dos 100 volumes do mangá original.

Como prometido, estreou ontem (29) na Netflix a série Detetive Conan: O Dia a Dia de Zero (Meitantei Conan Zero no Tea Time/Nichijou), spin-off de Detective Conan. Com 6 episódios, o animê conta com opção dublada em português e mais idiomas, além do original em japonês com legendas.

O trabalho da versão brasileira ocorreu no estúdio Unidub (o mesmo de One Piece), com direção de Glauco Marques, tradução por Camila Pereira e mixagem por Gabriel Pestana. O protagonista Rei Furuya é vivido por André Sauer, o Todoroki de My Hero Academia.

imagem: tela da série na Netflix
Clique na imagem para acessar a página da série. | Imagem: Reprodução/Netflix

O Dia a Dia de Zero estreou no Japão em abril, sendo uma adaptação do mangá de Takahiro Arai, que é seriado na Shonen Sunday Special desde 2018, contando com 5 volumes até o momento. A produção faz parte das comemorações pelos 100 volumes do mangá original de Detective Conan, que também trará mais dois spin-offs animados: Culprit Hanzawa, já confirmado pela Netflix, e Wild Police Story (esse também de autoria de Arai, onde Zero é um dos oficiais na Academia).

A trama mostra Rei Furuya (“rei” é uma forma de falar “zero” em japonês), um agente triplo, tentando manter seus três papéis, como detetive, policial e também criminoso. A direção é de Tomochi Kosaka (de ReLIFE).


Fonte: Netflix


Sobre Detetive Conan

Imagem: Conan e outros personagens no mangá.

Detective Conan é um mangá de Gosho Aoyama publicado desde 1994 na revista Shounen Sunday (editora Shogakukan), com 101 volumes encadernados até o momento e ainda inédito no Brasil. Na história acompanhamos os casos investigados por Shinichi Kudou, um detetive que usa suas grandes habilidades de observação e pensamento crítico para desvendar mistérios, sempre deixando a polícia intrigada.

A aparência de Shinichi lembra a de uma criança porque numa de suas investigações, ele foi forçado a tomar uma pílula que o mataria, porém, ao invés do veneno, a pílula continha uma poção que transformaria seu corpo. Para não descobrirem que sobreviveu, Shinichi se nomeia “Conan Edogawa” e continua a investigar mistérios e assassinatos, além de ir atrás da organização que quase o matou, para recuperar seu corpo.

Em 1996 estreou no Japão o animê produzido pelo estúdio TMS, que vai ao ar até hoje com mais de 1000 episódios. Por décadas ficou inédito aqui no país, até que em 2021 alguns episódios ficaram disponíveis, apenas com legendas, na Crunchyroll.

Porém, este não foi o primeiro contato que o público brasileiro teve com a série. Anualmente, um novo longa é lançado no Japão e o primeiro filme derivado chegou a ser lançado em DVD por aqui pela Flashstar em 2008, enquanto o 18º filme chegou diretamente no streaming em 2016. Um outro longa, crossover com Lupin III, também chegou por aqui dublado em serviços on demand, com exibição também pelo Cinemax. Atualmente, este está disponível no catálogo do HBO Max, junto com mais 4 filmes.