Imagem: Os "rangers" de 'Comando Estelar Flashman'.

Power Rangers: Versão americana de ‘Flashman’ aparece nos quadrinhos da BOOM! Studios

‘Heir to Darkness’ vai contar a origem de Karone como Astronema, a principal vilã de ‘Power Rangers no Espaço’.

No dia 31 deste mês, a editora americana BOOM! Studios vai lançar o quadrinho Power Rangers Unlimited: Heir to Darkness (não confunda com Power Rangers Unlimited: Edge of Darkness, com uma nova saga do Ranger Fantasma que será publicada em junho), mostrando os primeiros atos de Karone como a maligna Astronema. Tais eventos estarão conectados com os quadrinhos mensais Mighty Morphin e Power Rangers e finalmente revelarão as origens da principal vilã de Power Rangers no Espaço (1998).

Sinopse:

Antes de se tornar uma Power Ranger, uma jovem chamada Karone foi sequestrada por caçadores de recompensas e submetida a uma lavagem cerebral para se a tornar a assassina conhecida como Astronema por duas das maiores ameaças da galáxia – Espectro Negro e Ecliptor. Mas qual é o verdadeiro plano do Espectro Negro… e o que isso significa para as novas equipes de Mighty Morphin e Power Rangers?

Antes de ser Astronema, Karone foi a segunda Ranger Rosa em Power Rangers na Galáxia Perdida (1999).

O roteiro será de L.L. McKinney (A Blade So Black) e as ilustrações de Simone Ragazzoni (Power Rangers: Drakkon New Dawn).

Curiosamente, as cinco primeiras imagens de Heir to Darkness mostra Astronema enfrentando os Power Rangers Prism, que são nada menos que as contrapartes do Comando Estelar Flashman. Veja na galeria:


Novos poderes

Assim como Flashman, os esquadrões Changeman, Maskman, Fiveman e Dairanger foram representados em Power Rangers Super Megaforce (2013) como “poderes jamais vistos na Terra”. Ou seja, heróis das séries Super Sentai que jamais tinham sido adaptados para alguma temporada da franquia nipo-americana. Dairanger é um caso à parte, pois a série serviu de base para a segunda temporada de Mighty Morphin Power Rangers, utilizando trajes e cenas japonesas do Kiba Ranger (Ranger Branco), dos mechas (os Zords/Megazords) e dos montros da semana.

Os poderes de Flashman foram rebatizados como “Prism”, enquanto Changeman ficou como “Blitz”, Maskman como “Lightning”, Dairanger como “Squadron” e Fiveman como “Supersonic”. Este último teve sua origem contada em 2018 nos quadrinhos de Power Rangers, pela editora BOOM! Studios.

Ainda em Super Megaforce, o Ranger Vermelho da temporada utilizou uma Ranger Key do Dyna Red, o líder de Dynaman. Seus poderes foram chamados na versão americana como “Battalion”.


Fonte: Mega Power Brasil


Power Rangers

Power Rangers é uma adaptação norte-americana da franquia Super Sentai, conhecida pelo público brasileiro através das séries Changeman (1985), Flashman (1986), Goggle Five (1982) e Maskman (1987). Criada pelo empresário Haim Saban, a série foi ao ar pela primeira vez nos EUA em 28 de agosto de 1993 com o título Mighty Morphin Power Rangers e logo se tornou uma febre mundial. A primeira temporada apresenta os adolescentes Jason, Zack, Billy, Trini e Kimberly, que foram escolhidos por Zordon para lutar contra Rita Repulsa e seus capangas. Mais tarde aparece Tommy, o Ranger Verde, como vilão e posteriormente aliado do quinteto, mantendo destaque e admiração dos fãs até os dias de hoje.

A série sofreu mudanças de elenco, surgiram novos inimigos na trama, visuais diferentes para cada temporada e com o tempo foi se consolidando como uma franquia de super-heróis na TV americana. A marca Power Rangers foi inicialmente administrada pela antiga Saban Entertainment, depois foi transferida para a Disney em 2002, foi readquirida por Haim Saban em 2010 e finalmente vendida para a Hasbro (a mesma produtora de Transformers) em 2018. Os heróis multicoloridos não ficaram restritos à TV e atualmente mantêm expansão no cinema, no RPG e principalmente nos quadrinhos da editora BOOM! Studios.

No Brasil, Power Rangers estreou em 17 de outubro de 1994 no canal pago Fox e mais tarde em 2 de janeiro de 1995 como atração do extinto programa infantil TV Colosso, na Rede Globo, onde garantiu sucesso. Várias temporadas foram exibidas na Band, nos extintos canais pagos Fox Kids e Jetix, na Nickelodeon e atualmente no Cartoon Network, com a exibição de Power Rangers Morfagem Feroz.

Publicidade
close