Imagem: Cascão em 'Turma da Mônica'.

‘Turma da Mônica’ ganha exibição em programa infantil japonês

Episódio “Venha à Minha Festinha” foi exibido em programa infantil do Japão.

Um episódio da animação clássica da Turma da Mônica já tinha dado as caras no canal de YouTube do Happy Clapping Time, que passa também no canal de televisão Kids Station TV. Pela fala da apresentadora no começo do vídeo, o episódio também deve ter passado na TV (não sabemos se o canal conta com conteúdos exclusivos para YouTube).

A Turminha chegou por lá sob o nome Monika & Furenzu (ou Mônica & Friends, se preferir), o vídeo do episódio está disponível há uma semana, confira:

Segundo a descrição do vídeo, o elenco japonês conta com:

  • Misumi Arimura como Mônica;
  • Haruna Miyazawa como Cebolinha ;
  • Tatsuya Tomizawa como Cascão;
  • Natsuki Aikawa como Magali.

A versão japonesa foi providenciada pela agência Mouvement, e todos os atores citados anteriormente aparecem no site da empresa como associados, exceto a dubladora da Magali, que aparentemente é associada à Ken Production. Maurício de Sousa confirmou em seu Twitter que a programação é fixa.

Maurício iniciou o que viria a ser a Turma da Mônica em 1959, desenhando tirinhas com Bidu e Franjinha para jornais. É por isso que o Bidu é até hoje o símbolo da franquia nos logos oficiais apesar de não ser mais o “protagonista”.

Nos anos 1960, a série foi ganhando a identidade atual, com presença mais forte de Mônica e Cebolinha. A franquia se expandiu ao ponto de ser dividida em diversas turmas, como Turma do Bidu, do Chico Bento, Tina, Penadinho, Jotalhão, etc, todas dentro do grande guarda-chuva de “Turma da Mônica” (de certa forma, é um franquia de universo compartilhado).

As primeira revistas compilando diversas histórias vieram em 1970 pela editora Abril, onde a turminha ficou até 1986. Dali até 2006, a editora Globo era a casa da franquia, até ser, por fim, migrada para a Panini, com perspectivas de internacionalização. Um aplicativo, Banca da Mônica, está disponível para celulares, possibilitando a leitura digital de diversas histórias.

Em 2008, foi criada a série Turma da Mônica Jovem, em “estilo mangá”, trazendo a turminha agora na adolescência. Após atingir a edição #100, em novembro de 2016, veio uma “nova temporada”, reiniciando a contagem dos volumes. Na mesma linha, surgiu o “spin-off do spin-off” Chico Bento Moço, em 2013. A TMJ vai ser a marca por qual a MSP finalizará uma história de Osamu Tezuka sobre a Amazônia. Finalmente, em 2019 veio o selo “oficial” de mangás, pelo qual saiu Turma da Mônica – Geração 12.

Há pouco tempo, um episódio de Mônica Toy passou na TV Fuji, numa colaboração com Naomi Watanabe.


Fonte: HapiKura Warudo

Publicidade
close