Coluna do Daileon#88 | Kamen Rider Den-O de volta em nova produção

Após 10 anos, oitava série Kamen Rider da era Heisei ganha mais uma aventura no final de abril.

Saudações inca-venusianas! (Awika!) Sexto filme de Kamen Rider Den-O estreia em abril; Ryusoulger será adaptado para Power Rangers no ano que vem; Ultraman Tiga completa hoje 20 anos no Brasil. Vamos juntos para mais uma edição da Coluna do Daileon. Take off!


Ore Sanjou!

Depois de um jejum de 10 anos, Kamen Rider Den-O finalmente terá uma nova produção. Kamen Rider Den-O: Pretty Den-O foi anunciado neste fim de semana e seu lançamento está agendado para 24 de abril, como parte do Toei Manga Matsuri (Festival de Mangá da Toei). Detalhes sobre o elenco e a trama ainda não foram revelados.

Produzida entre 2007 e 2008, Kamen Rider Den-O foi a 17ª série da franquia criada pelo mangaká Shotaro Ishinomori e a oitava da era Heisei. Takeru Satoh, o Kenshin dos filmes live-action de Samurai X, estrelou como Ryotaro Nogami, um jovem “pé frio” que ganha poderes do Kamen Rider numa briga, onde é possuído por um Imagin, espécie de criatura vinda do futuro. Como diferencial, Den-O teve como veículo o trem Den-Liner, uma máquina do tempo construída para missões especiais. Den-O e seus amigos viajavam para o passado afim de procurar os Imagins que estavam distorcendo a história.

A série também rendeu cinco filmes para o cinema: Kamen Rider Den-O: I’m Born! (2007), Kamen Rider Den-O & Kiva: Climax Deka (2008), Saraba Kamen Rider Den-O: Final Countdown (2008), Cho Kamen Rider Den-O & Decade Neo Generations: The Onigashima Warship (2009), Kamen Rider × Kamen Rider × Kamen Rider The Movie: Cho-Den-O Trilogy (2010).


Um pouco sobre os festivais

Cartaz da edição do Toei Manga Matsuri de julho de 1987 | Divulgação

Para quem não sabe, o Toei Manga Matsuri era um evento tradicional que acontecia entre as décadas de 1960 a 1980, servindo como uma forma de apresentar suas séries vigentes de então, sempre em períodos de férias. De lá saíram média-metragens de séries tokusatsu como Shaider, Changeman, Flashman, Maskman, Metalder, Kamen Rider Black, Jiban, alem de animês como Angel – A Menina das Flores, Dr. Slump, Dragon Ball e Os Cavaleiros do Zodíaco.

Nos anos 1990, o evento mudou de nome para Toei Anime Fair. Também foi criado o festival Toei Superhero Fair, que esteve em atividade de 1993 a 1995 e apresentou filmes das séries tokusatsu do momento, além dos lançamentos de Kamen Rider ZO (1993), Kamen Rider J (1994) e Hakaider (1995).

O Toei Manga Matsuri retornou em 26 de abril de 2019.


É oficial!

A Hasbro anunciou na tarde deste sábado (22), durante o evento americano Toy Fair, a 28ª temporada de Power Rangers, em transmissão ao vivo pela fanpage Hasbro PulseKishiryu Sentai Ryusoulger, a atual série Super Sentai, será adaptada a partir do primeiro semestre de 2021. A informação já havia sido adiantada pelo colunista americano Joe Deckelmeier, para o site The Illuminerdi. Leia mais aqui.

Comentário: Na edição passada da Coluna, eu fiz alguns palpites de qual Super Sentai poderia ser adaptado. As duas opções mais prováveis eram Kyuranger e Ryusoulger. A primeira já havia sido registrada em 2017 pela antiga Saban Brands, enquanto a segunda foi apontada recentemente pelo colunista. Enfim, mais um acerto de Deckelmeier.

Até entendo que Kyuranger era a grande favorita para virar Power Rangers e até a Hasbro foi duramente criticada por parte dos fãs (brasileiros). Mas é preciso dizer que a empresa americana está investindo pesado na expansão e projeção da franquia. Nem preciso dizer que ela tem experiência no mercado com sucessos como Transformers. ;)


Status de produção

Neste sábado (29), a Editora JBC estará na loja Comic Boom para falar sobre o status de produção do mangá O Regresso de Jaspion. O encontro será das 14h às 17h. A entrada é gratuita.

A Comic Boom fica na Rua Tijuco Preto, 361 – Tatuapé. São Paulo-SP.

Comentário: Provavelmente a editora divulgará a data de lançamento do mangá nacional. No sábado passado, o ator Hiroshi Watari (Boomerman) afirmou no Twitter que a (nova) previsão de lançamento d’O Regresso de Jaspion é para abril. E, por sinal, ele curtiu pra caramba.


Dramático

Você ficou sabendo na Coluna do Daileon#79 que Daisuke Ono (41), o narrador da abertura de Ultraman Taiga, vai interpretar o tema principal do filme New Generation Climax. A canção se chamará “Dramatic” e será lançada em CD e Blu-ray em 4 de março, dois dias antes da estreia do filme nos cinemas japoneses.


O fim e o começo

site oficial dos novos filmes live-action de Samurai X postou um trailer da produção. Com apenas 33 segundos, o vídeo mostra pouco mas já dá uma palhinha de um combate entre Enishi Yukishiro (Mackenyu Arata, do filme de Kamen Rider Drive) e Kenshin Himura (Takeru Satoh, o Kamen Rider Den-O). Leia mais aqui.


Coleção completa

Como adiantamos na Coluna#81, todos os 12 filmes de Gamera serão distribuídos no Reino Unido pela Arrow Films. O lançamento deverá acontecer em Blu-ray e com qualidade 4K.

Nesta semana, a distribuidora finalmente divulgou a capa da box Gamera: The Complete Collection. O lançamento acontecerá em 27 de julho no Reino Unido e no dia seguinte nos EUA.

O material também terá ilustrações de Matt Frank, o mesmo dos quadrinhos Redman e Godzilla: Complete Rulers of Earth. Confira na galeria as artes dos kaijus Gamera e Gyaos:


No Twitter

A Tsuburaya inaugurou neste sábado (22) sua conta oficial em inglês no Twitter. Você pode seguir em @TsuburayaGlobal.


Pecados do futuro

A editora americana BOOM! Studios anunciou nesta quinta (27) os quadrinhos de Power Rangers Força do Tempo. A história se passará após o final da temporada e mostram Wes e Jen enfrentando a distância e também uma nova ameaça. Leia mais aqui.

Comentário: Power Rangers Força do Tempo é uma das minhas temporadas favoritas, ao lado de Espaço, Galáxia Perdida e O Resgate. Seguiu praticamente todo o enredo de Timeranger. Em alguns momentos, a versão original teve mais dramaticidade, com situações que dificilmente seriam adaptadas (como o assassinato de Naoto Takizawa/Time Fire). Mas Força do Tempo teve sua maneira de seguir e apresentar personagens carismáticos e queridos até hoje (bons tempos da saudosa Fox Kids). Na torcida para que Wes e Jen tenham um final feliz juntos desta vez.


Atualizações

Março está chegando com a estreia de Kiramager. É hora de conferirmos o que vem por aí através das scans da Televi Magazine.

A revista descreve os perfis dos heróis da seguinte maneira:

  • Kirama Red – O gênio inspirador;
  • Kirama Yellow – O rei dos esportes;
  • Kirama Green – As pernas mais rápidas do Japão;
  • Kirama Blue – O famoso astro de ação;
  • Kirama Pink – A curadora afetuosa.

Cada Kiramager está vinculado a uma joia sensível conhecida como Mashin, que possuem diferentes efeitos em combate com base na imaginação dos heróis. Os Mashin podem se combinar num robô gigante e assumir várias configurações. Quando todos os cinco Mashin se unirem para formarem o poderoso Kiramaizin, eles podem desencadear o golpe fatal Kirama Dynamic.

Mais três Mashin auxiliares foram revelados e cada um adiciona um novo poder para Kiramaizin:

  • Mashin Carry – torna-se num escudo;
  • Mashin Lifton – torna-se num tridente;
  • Mashin Rolland – torna-se num martelo.

Outros Mashin serão revelados durante a série.

O vilões da vez serão do Império das Trevas Yodonheim. Liderado pelo general demoníaco Galza e auxiliado por Carantula, esse grupo despreza tudo o que brilha e procura roubar esperança e esplendor do universo.

Um ataque de um monstro de Yodonheim colhe energia negativa. Uma vez que o poder é reunido, Yodonheim pode abrir um Portão de Invasão para convocar uma criatura gigante. Em alguns casos, Yodonheim pode criar uma espécie de Mashin das trevas chamado Smog Jouki para atacar os Kiramager.

Mashin Sentai Kiramager estreia no dia 8 na TV Asahi e vai ao ar todos os domingos, pontualmente às 9h30 da manhã, logo após Kamen Rider Zero-One. Confira as imagens na galeria:


Chacal

Em Kamen Rider Zero-One, Fuwa/Kamen Rider Vulcan obterá uma nova forma chamada Rampage Vulcan, graças à chave Rampage Gatling. Com isso, os poderes dos animais das 10 demais Progrise Keys – Falcão, Urso, Zangão, Chita, Mamute, Lobo, Gorila, Tubarão, Escorpião e Tigre – serão combinadas.

Yua/Kamen Rider Valkyrie, que está a serviço da Zaia Enterprise, adotará o dispositivo Raid Riser e a chave Fighting Jackal. Assim, ela obtém a forma Jackal Raider.

Ainda neste mês, Jin reaparece com um novo dispositivo de transformação, o ZAIA Slash Riser e a nova chave Burning Falcon. O poder do Kamen Rider Jin Burning Falcon marca a volta da MetsubouJinrai.net e seus planos de dominar os HumaGear. Confira as imagens na galeria:


Memória

Veja quais séries tokusatsu completam aniversário na próxima semana:

  • Chikyuu Sentai Fiveman (série que deu origem aos Power Rangers Supersonic nos quadrinhos Mighty Morphin Power Rangers Year Two Deluxe) – 30 anos nesta segunda (2);
  • Chouriki Sentai Ohranger (Power Rangers Zeo no ocidente, foto) – 25 anos nesta terça (3).

Brilho ofuscado

Tiga, o guerreiro da luz | Divulgação

Nesta sexta (28), Ultraman Tiga completa 20 anos de estreia no Brasil como atração do programa Eliana & Alegria, da Record. Distribuído pela Mundial Filmes, Tiga estreou exatamente uma semana depois do lançamento da segunda temporada do animê Pokémon, que era o carro-chefe da programação infantil da emissora do bispo.

Marcelo Del Greco, atual editor-chefe da Editora JBC, esteve envolvido no projeto de lançamento da série. Em entrevista para o site JBox, realizada em 2009, ele contou sobre sua contribuição: “Quando eu soube por uma pessoa da Record que o Tiga estava sendo trazido para o Brasil, eu procurei a Mundial e me associei a eles. Como a série toda já tinha sido vendida para a Record antes da minha entrada, eu participei no ajuste da dublagem (o episódio 49, que foi o mais arrumado, nunca foi ao ar com as correções que fiz), na divulgação e no licenciamento. Infelizmente tivemos muitos problemas nos bastidores e não bastou a série dar média de 8 pontos (Pokémon, que passava em seguida, dava 6) para mantê-la no ar. Por isso, ao mesmo tempo que foi um sonho realizado trabalhar com uma série de Ultraman, foi também um grande pesadelo na ordem financeira da coisa – afinal, a grana que foi desembolsada para comprar a licença não foi pouca e nunca voltou“.

Após 48 episódios (de um total de 52), Tiga não foi exibido em 4 de maio de 2000. Nesta data iria ao ar o episódio onde aparece o Ultraman Hayata primeiro Ultraman. Limado na grade da Record, Tiga teve seu espaço ocupado pelo desenho Donkey Kong na semana seguinte. Segundo Del Greco, a Record encomendou a série Ultraman Dyna, mas “as masters dela chegaram do Japão no dia que o Tiga saiu do ar“. A série ainda ganhou mais duas reprises, uma em 2001 e outra em 2002. Mas todas elas como tapa-buraco, com exibição restrita para São Paulo (no início da tarde) e saíram bem antes do ponto onde a série havia parado.

O episódio com a aparição do primeiro Ultraman foi exibido uma única vez na TV brasileira | Divulgação

Entre 9 de maio e 7 de julho de 2005, Tiga teve uma sobrevida na Rede 21. Por lá foi exibido de segunda a sábado, às 18h, do início ao fim. Porém, essa foi sua última exibição no Brasil. Ao invés de ganhar uma reprise, Tiga foi substituído pelo animê Tenchi Muyo!.

Em 2006, a distribuidora Impact Records lançou o filme Ultraman Tiga: A Odisséia Final, que originalmente estava planejado para entrar em cartaz nos cinemas brasileiros ainda em 2000. O filme foi relançado em 2011 pela Focus Filmes, que também resgatou o elenco de dublagem de Tiga para os filmes Ultraman Tiga & Ultraman Dyna: Os Guerreiros da Estrela da Luz (de 1998) e Superior Ultraman 8 Brothers – A Grande Batalha Decisiva (de 2008).

Marcando o 30º aniversário do gigante prateado original, Ultraman Tiga foi exibido pela primeira vez no Japão de 7 de setembro de 1996 a 30 de agosto de 1997, pelas emissoras TBS e MBS. A trama se passa num universo paralelo onde Daigo Madoka, um agente da equipe GUTS (Global Unlimited Task Squad), desperta a antiga estátua de um gigante através de uma energia espiritual e se funde a ela, durante os ataques dos kaijus Golza e Melba. Isso ocorre porque Daigo é descendente de uma civilização primitiva da Terra há cerca de 30 milhões de anos, da qual o gigante de Tiga defendia contra monstros gigantes e alienígenas.

Tiga foi a primeira série de uma trilogia que marcou o início da era Heisei na franquia Ultraman. Sua continuação direta foi Ultraman Dyna (de 1997), que começa vários anos depois do final de Tiga e é protagonizada por Shin Asuka, então novo membro da equipe anti-monstros Super GUTS. Já Ultraman Gaia* (de 1998) não tem ligação com as séries anteriores. A saga apresenta Gamu Takayama, um estudante que é escolhido por um gigante de luz e passa a integrar a equipe XIG (eXpanded Interceptive Guardians) para enfrentar os kaijus. Gaia possui um rival chamado Ultraman Agul, cujo seu hospedeiro é Hiroya Fujimiya, um misterioso ex-estudante da Alchemy Stars que foi iludido pelas trevas. A dupla Tiga e Dyna aparecem brevemente no filme Ultraman Gaia: A Batalha no Hiperespaço (de 1999) para ajudar o herói principal contra o terrível King of Mons.

Em 2008, Daigo, Asuka e Gamu aparecem no filme Superior Ultraman 8 Brothers – A Grande Batalha Decisiva, onde eles vivem como pessoas comuns que assistiram Ultraman, Ultra Seven, O Regresso de Ultraman e Ultraman Ace na infância e tentam lidar com ataques de monstros gigantes na cidade.

Da esq. para a dir.: Dyna, Gaia e Tiga em ação no filme A Batalha no Hiperespaço | Divulgação

Comentário: Ultraman Tiga tinha tudo pra dar certo, mas a Record desperdiçou uma boa oportunidade quando tirou a série do ar (pois faltavam apenas quatro episódios para finalizar). Por muitos tempo pensamos que a Eliana poderia ser o pivô do cancelamento da série e tal, mas haviam outros problemas nos trâmites. Del Greco fala sobre isso em entrevista para o canal TokuDoc, do meu camarada Danilo Modolo.

Na ocasião, eu escrevi esse texto para o meu blog e lá disse que Tiga estava no programa errado e não fazia o perfil de Eliana & Alegria. A trama era séria e complexa demais para ficar ao lado de piadas e situações sem graça da atração matinal (haja paciência para aturar Chiquinho e suas caricaturas constrangedoras). Claro que isso não é culpa do Del Greco, nem da distribuidora Mundial. Foi mesmo um erro de estratégia da Record naquela época. Além do fim da Rede Manchete em 1999, o cancelamento de Tiga foi um problema que fortaleceu ainda mais a falta de interesse das emissoras pelo gênero tokusatsu. O brilho do Guerreiro da Luz passou como uma estrela cadente. Trajetória melancólica para um grande herói.

*NOTA: Desde fevereiro de 2016, Ultraman Gaia está disponível no Brasil pela Crunchyroll, mas apenas com legendas em inglês.


Sextou, meu povo! Sabe o que vai acontecer hoje? Nada, porque não tem dinheiro. :P (Zoeira never ends. 😅) Té semana que vem.

Publicidade
close