Imagem: Montagem feita com imagens de Agito e Ryuki.

Kamen Rider: ‘Agito’ e ‘Ryuki’ também aparecem no catálogo do site oficial da Sato Company

Ambas as séries estão em processo de legendagem e serão negociadas para algum serviço de streaming.

Noticiamos na semana passada sobre a adição de Kamen Rider Kuuga (2000) e Kamen Rider Build (2017) no catálogo do site oficial da Sato Company. Agora é a vez de Kamen Rider Agito (2001) e Kamen Rider Ryuki (2002) serem adicionadas no mesmo catálogo da distribuidora, pelo menos desde a manhã desta quinta (2).

Imagem: Tela de site da Sato com Agito, Ryuki, Build e Kuuga.
Foto: Reprodução/Sato Company

Nas respectivas páginas de Agito e Ryuki, não constam (pelo menos até o momento desta publicação) informações sobre qualidade em HD — ambas foram lançadas em Blu-ray em alta definição no Japão (confira aqui e aqui). Em tempo, Kuuga e Build serão exibidos por aqui em HD.

Ainda não há informações sobre data de lançamento e onde serão exibidos. Porém, segundo informações de Danilo Modolo, do canal TokuDoc, Agito e Ryuki “estão em processo de legendagem e logo serão negociadas com algum serviço de streaming”.

Vale lembrar que a Sato Company, no inicio deste ano, também confirmou a aquisição das séries Kamen Rider 555 (Faiz, 2003), Kamen Rider Blade (2004), Kamen Rider Hibiki (2005), Kamen Rider Kabuto (2006), Kamen Rider Den-O (2007) e Kamen Rider Zero-One (2019).


Nuvem de gafanhotos

Numa live transmitida em 10 de maio de 2020, Nelson Sato, presidente da distribuidora, havia comentado sobre a possibilidade de adquirir duas séries Kamen Rider. A distribuidora lançou naquele mesmo ano Kamen Rider Black e Kamen Rider Zi-O.

Em novembro de 2021, a Sato Company anunciou a aquisição de mais séries da franquia Kamen Rider a partir de 2022. O filme Kamen Rider Zero-One: REAL x TIME, que dá sequência à série Kamen Rider Zero-One, foi antecipado por “ter sido selecionado pela curadoria do Festival (Mostra de Cinema Japonês 2021) e para divulgar a cultura Japonesa”. No mesmo mês, Kamen Rider Black RX apareceu no site oficial da distribuidora.


Fonte: Sato Company


Kamen Rider Agito

Foto: Divulgação/Toei/Ishimori Pro

A trama de Kamen Rider Agito se passa 2 anos depois do final de Kamen Rider Kuuga (2000~01). Shouichi Tsugami, um homem que perdeu sua memória, assume o codinome do herói-título para enfrentar as criaturas Unknown, assim como a polícia as classifica, devido a uma investigação sobre uma série de assassinatos. Por outro lado, Makoto Hikawa, membro do departamento de polícia, veste um traje tecnológico e assume o codinome Kamen Rider G3. Durante a série, Shouichi e Makoto se aliam a Ryo Ashihara/Kamen Rider Gills, para desvendar os mistérios que vão surgindo.

Toshiki Kashu como Shoichi Tsugami | Foto: Divulgação/Toei/Ishimori Pro

Segunda série da franquia na era Heisei, Kamen Rider Agito teve 51 episódios exibidos nas manhãs de domingo da TV Asahi, entre 28 de janeiro de 2001 e 27 de janeiro de 2002. Além de celebrar o 30º aniversário de Kamen Rider, a série não foi produzida com o intuito de um retorno definitivo da franquia para a TV japonesa (assim como Kuuga).

O grande sucesso rendeu média de 11.7%, sendo que o episódio 12 obteve a maior audiência da série, com 13.9%. Kamen Rider Agito é a maior audiência da franquia durante toda a era Heisei. É que o enredo também chamava atenção do público mais velho, principalmente as donas de casa. O que também ajudava a impulsionar a audiência de Hyakujuu Sentai Gaoranger (a versão original de Power Rangers Força Animal), que era exibido antes de Agito.

A estreia da série seguinte, Kamen Rider Ryuki, firmou o retorno dos motoqueiros mascarados, que ocuparam por vários anos a faixa dominical das 8h da manhã, substituindo as séries Metal Hero (1982~1999).

Os roteiristas principais eram Toshiki Inoue (JetmanChangéríon) e Yasuko Kobaashi (Kamen Rider Ryuki, live action de Sailor Moon), que contribuíram para várias séries do gênero tokusatsu.

Nos episódios 49 e 50, Yutaka Hirose, o Wandar em Flashman, apareceu na reta final como o anti-herói Naozumi Shirakawa.

Nos episódios 31 e 32 de Kamen Rider Zi-O (2018~19), ator Toshiki Kashu retorna como Shouichi/Kamen Rider Agito. Além da atriz Rina Akiyama como Mana Kazaya e Akiyoshi Shibata como Takahiro Omuro, um dos membros do esquadrão G3.


Kamen Rider Ryuki

Foto: Divulgação/Toei/Ishimori Pro

Kamen Rider Ryuki conta a história de Shinji Kido, um estagiário do serviço de notícias online, ORE Jornal, que descobre um dos baralhos do Advent Card. Logo ele descobre a existência do mundo dos espelhos e é atacado por um monstro. Ao ser salvo por Ren Akiyama, o Kamen Rider Knight, Shinji decide enfrentar os monstros do espelho e defender nossa realidade. Assim nasce Kamen Rider Ryuki.

Exibida nas manhãs de domingo pela TV Asahi entre 3 de fevereiro de 2002 e 19 de janeiro de 2003, Kamen Rider Ryuki teve 50 episódios e foi a terceira série da franquia na era Heisei. A trama inovou ao apresentar 13 Kamen Riders numa única série, algo jamais visto até então. Além de breves aparições em filmes da franquia, o herói ganhou uma minissérie de três episódios como parte do Rider Time, derivado de Kamen Rider Zi-O.

Takamasa Suga como Shinji Kido | Foto: Divulgação/Toei/Ishimori Pro

Em 2009, Ryuki foi adaptado nos EUA como Kamen Rider: O Cavaleiro Dragão (Kamen Rider: Dragon Knight), a primeira adaptação ocidental de um motoqueiro mascarado desde Saban’s Masked Rider (1995~96), o clássico “trash” baseado em Kamen Rider Black RX (1988~89).

Transmitido nas manhãs de sábado do canal americano The CW (o mesmo de Smallville e Supernatural), O Cavaleiro Dragão teve apenas 40 episódios. Mas a série foi cancelada antes da exibição dos últimos dois episódios, que foram disponibilizados na internet logo depois.

No Brasil, O Cavaleiro Dragão foi exibido primeiramente na Globo, onde alguns episódios foram exibidos antes mesmo dos EUA, em julho de 2009. O canal pago Cartoon Network também exibiu a série nas noites de quarta-feira.

Na época, como parte dos 10 anos dos Heisei Kamen Riders, o canal pago japonês Toei Channel exibiu Kamen Rider: O Cavaleiro Dragão entre outubro de 2009 e fevereiro de 2010, com dois episódios nas tardes de terça. Curiosamente, alguns atores de Ryuki participaram da versão japonesa para interpretar suas respectivas contrapartes.

Entre abril e junho de 2010, a TV Asahi exibiu os primeiros 13 episódios de O Cavaleiro Dragão nas madrugadas de quinta para sexta, com novos temas de abertura e encerramento.

Publicidade
close